Loudwire: Review sobre o Show do Evanescence em Massachusetts !

Quando Amy Lee do Evanescence chega ao palco, ela é uma mulher destruidora, uma bola de energia, emoção crua e vocal incomparável. Quando você reforça a presença de Lee com o resto do grupo (Troy McLawhorn na guitarra-base, Terry Balsamo na guitarra, Tim McCord no baixo e Will Hunt na bateria), a verdadeira visão da banda começa a tomar forma; a voz de Lee estabelece-se ao som bonito que se constrói em torno de seus vocais crescentes e majestosos, encaixando-se perfeitamente como peças de um quebra-cabeça gótico.

Com ‘Evanescence’, o novo álbum agora depois de cinco anos de espera desde o último disco, a banda recentemente caiu na estrada em uma turnê de curto prazo. Muito para deliciar os fãs, a banda atingiu até alguns locais menores e mais íntimos. Os fãs esperaram por horas na fila para terem a chance de verem de perto Lee e o Evanescence em sua noite de sexta-feira (28 de outubro) no Palladium, em Worcester, Massachusetts, incluindo um trio de meninas que fez uma linha da frente com um cartaz que dizia “nós dormimos aqui” – provando o amor sem fim e o apoio que eles tem para a banda, mesmo depois de anos entre os lançamentos.

O Evanescence começou seu set com o primeiro single, “What You Want”, do novo álbum auto-intitulado. O tempo rápido e o rock de alta energia definiram a noite com notas altas, e Lee não perdeu uma sequer. Seu talento vocal é algo que é difícil de acreditar que existe até você testemunhar ao vivo. O que alguns poderiam dizer se tratar de truques de estúdio é alcançado nota por nota gloriosa. O jeito que ela é capaz de aproveitar o poder da sua voz e controlá-la à vontade é nada menos que incrível e fica claro porque ela é uma das protagonistas do rock moderno. Você seria duramente pressionado para encontrar alguém que pudesse corresponder Lee nota por nota, em qualquer gênero.

De seu primeiro single, a banda foi para o hit “Going Under”, com sua linha de baixo e guitarras demoníacas e enviou a multidão ao esquecimento puro. Olhando ao redor, os fãs pareciam estar perdidos na música e Lee parecia desaparecer dentro de suas emoções, mostrando mais ainda porque os fãs são atraídos pela banda. É realmente uma experiência de compartilhamento.

A maioria do set list foi focado em torno do novo álbum, incluindo “The Other Side”, “Made of Stone”, “My Heart Is Broken”, “Oceans” e “Never Go Back”. Um dos destaques do novo material foi quando um piano de meia cauda apareceu e Lee assumiu para uma interpretação sensível de “Lost in Paradise”, uma das canções mais pessoais em ‘Evanescence’.

É nestes momentos mais íntimos que somos capazes de imaginar Amy Lee como um artista solo, tanto na veia de Tori Amos ou da amada Björk, mas, em seguida, a banda reaparece e tudo o que há de especial sobre Evanescence bate no rosto como um tonelada de tijolos e você percebe que Lee está exatamente onde ela pretende quando lidera o Evanescence.

Não foi só música nova que preencheu o set. “Call Me When You’re Sober” e “Bring Me to Life” apareceram à noite e eles encerraram o show com um bis de três músicas que incluía “Never Go Back”, “Your Star” e, claro, “My Immortal”.

Evanescence e Lee realmente parecem prosperar quando justapõem baladas taciturnas com os roqueiros mostrando sua diversidade e capacidade de mudar rapidamente de um extremo ao outro, enquanto as músicas mantêm sua integridade e paixão. Ao longo de 75 minutos, 17 canções mostram a banda que levou o público através de uma porta giratória de emoções de altos e baixos, amor e ódio, verdade e mentira, confiança e traição e mais que tudo um sentimento de poder pessoal.

Fonte: Loudwire.com !

Créditos: IEssence !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s