Recoil Magazine – “Nós não somos góticos e sim Obscuro” !

“Há um grande número de crianças góticas que são nossos fãs. Eu acho que ‘gótico’ é uma espécie de palavra boba e ultrapassada” — Amy Lee quando questionadaao site Recoil Magazine sobre o que pensa de ainda ser rotulada como “gótica”.

Eu li que você, em parte, escreveu “Lost In Paradise” como uma espécie de pedido de desculpas a seus fãs por ter se afastado da banda por tanto tempo. Por que você sente que devia algo assim a eles?
Eu não chamaria isso de um ‘pedido de desculpas’. Eu não sei como eu estava tentando descrever isso. É difícil explicar exatamente o que é, mas é uma espécie de… expressão de como me sinto em voltar para o Evanescence. Então você apenas tem que ouvir a letra, porque é muito difícil de explicar. [Risos] Eu tenho estes sentimentos, com certeza.Para você, quanto a vida de compositora tem sido um caminho para explicar as coisas que acontecem em sua vida ao longo de todo esse tempo?

Sim, em grande modo. É um grande sentimento, pois vejo que isso ajuda outras pessoas além de mim mesma, exclusivamente. No começo, eu teria lhe dito que só escrevo para mim. Mas depois conheci pessoas do mundo todo que são afetadas e tocadas por ela [nossa música], eu comecei a ver que elas sentem o que eu sinto; e isso é incrível. Eu realmente acho que há algo mágico sobre a música. É uma espécie de linguagem em que todos são capazes de entender e que expressa algo mais profundo do que as palavras podem dizer por si mesmas. E, por isso, sinto muita motivação em ver que a nossa música está trazendo coisas boas para outras pessoas. Você sente que está fazendo algo de bom para alguém e que isso, instantaneamente, é melhor do que fazer algo de bom para si mesmo. Então, estou pegando um pouco de ambas [emoções].Você sempre se esforçou como compositora para expandir a gama de emoções e sons em sua música e, mesmo assim, Evanescence ainda fica freqüentemente descrito como uma banda de “rock gótico” ou “goth-metal”. Como você se sente sobre o termo “gótico” ainda estar sendo tanto usado na descrição do Evanescence?

Eu nunca fui [gótica]. Nosso website original, parecido com um da década de 90, era chamado de ‘Nós não somos góticos’. [Risos] Mas eu entendo. Há um grande número de crianças góticas que são nossos fãs. Eu acho que ‘gótico’ é uma espécie de palavra boba e ultrapassada. Eu acho que nossa música, em primeiro lugar, é rock. Mas que, depois, incorpora um bocado de elementos que a tornam obscura. Nine Inch Nails e Depeche Mode são grandes influências. As coisas que eu sempre fui e que inspiraram a banda sempre foram um pouco sobre o lado mais sombrio. Eu vou chamá-lo de obscuro, mas nunca chamarei de gótico, pois quem passa três horas colocando a maquiagem diária não está realmente pensando em nada mais do que isso.
Créditos: Ev Rock BR !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s