Diário Latercera – Amy Lee: “Não sabia se voltaríamos a fazer um disco com o Evanescence” !

“Não consigo pensar em uma maneira melhor de terminar esta turnê do que com a América do Sul” — Amy Lee em entrevista ao site chileno Diario Latercera.

Amy Lee: “Não sabia se voltaríamos a fazer um disco com o Evanescence”
“Há dias em que você só quer ir para casa”, diz Amy Lee por telefone (30), compositora, vocalista e fundadora do Evanescence. Por quase um ano em turnê, promovendo suas novas canções do álbum auto-intitulado, está cansada — “Mas eu não consigo pensar em uma maneira melhor de terminar esta turnê do que com a América do Sul”, explica ela.
Evanescence retornará ao Chile dia 23 de outubro para se apresentar no Movistar Arena. Já se passaram mais de cinco anos desde o seu show de estreia no Chile. “Há muito tempo”, diz Lee. Anos difíceis, em que a existência de sua banda esteve ameaçada.
“Honestamente, requeriu-se muito esforço para voltar a gravar [um álbum] após a turnê do The Open Door (2006). Não sabia se iria fazer outro disco. Eu queria ser uma pessoa normal e viver a vida por um tempo”, explica ele.
Enquanto isso, o grupo não estava bem: após o lançamento do seu segundo álbum, o guitarrista John LeCompt e o baterista Rocky Gray deixaram a banda. Lee passou esses dias a escrever canções.
“Eu não sei se essas músicas eram para o Evanescence”, diz ela. “Todavia, à medida que se avançava, mais eu sentia o som do grupo nestas composições. Me fez lembrar quem eu era. Me reencontrei com essa relação que tenho com o grupo: fama, fãs e muito mais. Afinal, é a maior relação que já tive em minha vida. Eu não conseguiria pensar em um nome mais apropriado que Evanescence [para o terceiro álbum]”.
Após a queda
Após o surgimento do Evanescence (2011), Amy Lee figura como a única sobrevivente da formação que deu vida ao ‘Fallen’ (2003), álbum de estreia que vendeu 14 milhões de cópias.
A cantora assegura nem pensar números. “Não creio que os números [de vendas] possam ser os mesmo, pois a indústria mudou bastante com a tecnologia atual”, diz ela. A única pressão, ela diz, “é a que sinto dentro de mim, que me faz querer fazer um álbum melhor do que anterior”.
Ela também sente o dever de atender a seus fãs. “Estamos muito animados por regressar”, diz ela. Dos chilenos, em 2007, lembra-se de um “resposta esmagadora”. E para eles, possuem uma surpresa.
“Estamos ensaiando uma música especial”, alerta. Não dirá — pois toda a angústia pesa em suas canções e em todo o seu estilo gótico — Amy Lee se desfruta com a cara de surpresa de seus seguidores: “A verdade é que me inspiro fazendo  pessoas felizes”
Créditos: Ev Rock BR !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s