Amy Lee

Amy no twitter postando fotos dos presentes que ela ganhou de fãs !

A Amy Lee apareceu no twitter postando as fotos dos presentes que ela recebeu de vários fãs. Veja abaixo:

Amy: De fãs do Evclube Russo …. Babushkas pintados à mão para cada um de nós. SEM palavras!! Xoxo yfrog.com/oen03yzij

n03yzi.jpg

 

Amy: MOSCOU! Eu tenho suas muitas muitas flores!!! Spasibo! yfrog.com/mni3xkpj

i3xkp.jpg


Amy Lee – “Entendo que compor música não deve ser algo subordinada a lançar um novo álbum a cada ano. ” !

Durante sua passagem por Praga, Amy Lee concedeu entrevista ao site Hudba. Hiato do Evanescence, futuro da banda, inspiração musical de Michael Jackson, Björk, Mozart, assédio dos fãs e epilepsia são alguns dos temas abordados. Interessantemente, Amy diz que espera pela “oportunidade através da qual  possa sair da concha do rock”.

Antes que embasse na gravação do último álbum, você disse que precisava de algum tempo para ser apenas Amy – não mais a “Amy Lee do Evanescence”. Qual é a diferença dessas duas pessoas?Agora eu sou Amy Lee do Evanescence. Se estivéssemos conversando na rua ou apenas tomando uma xícara de café, informalmente – falaríamos sobre tudo mas, agora, falaremos principalmente sobre música, e essa é precisamente a diferença: o distanciamento do mundo real. Às vezes eu me sinto um pouco restrita, especialmente em momentos em que tudo gira em torno de mim e não olham para os outros. Então, precisei desse momento mas, também, de minha privacidade – poder estar em casa, sem estar de preto e com uma camada grossa de maquiagem. Eu amo animais e adoro cozinhar.

Passar um período de quatro anos entre os álbuns pode ser identificado como uma “pausa artística”?

Eu não sei. Eu compus novas canções mas, deve-se destacar, que sem qualquer intenção específica – apenas como única maneira para meu próprio entretenimento e fruição de arte. Entendo que compor música não deve ser algo subordinada a lançar um novo álbum a cada ano. Esses quatro anos foram o tempo que eu precisei para algum tipo de regeneração criativa. Estou no Evanescence há dez anos, então, precisava de um pouco de descanso.

E o futuro do Evanescence, o que saber por agora…
Estou ciente de que os nossos fãs estão morrendo de curiosidade para saber o que vai acontecer, mas sinceramente eu não sei. Soa como uma frase horrível, mas eu sigo a voz do seu coração e ele ainda não diz nada. Mas posso dizer que estamos trabalhando em um novo videoclipe – para a canção Lost in Paradise – que deve estar pronto em poucos meses.

Haviam rumores de que o álbum seria composto de obras sinfônicas. O que é verdade nisso?Absolutamente nada, embora eu espere por uma coisa dessas para daqui a algum tempo. Meu sonho secreto é fazer música para cinema. No passado, eu mesma estudei composições, mas, depois, recebi uma oferta para gravar o álbum e me tornei uma estrela do rock. (Risos)

Mas você sempre quis ser parte de “uma colaboração interessante”. O que você tem com a atual?

Eu sou uma roqueira, então gostaria de tentar algo novo – algo completamente diferente. Gostaria de trabalhar com alguém que me mostraria uma página diferente da música. Claro que é ótimo reunir-se com músicos que estão fazendo o mesmo gênero que você, mas para mim seguir em frente, preciso do impulso de alguém completamente diferente. Recebo muitas ofertas para vários duetos e similares, que, naturalmente, eu respeito tremendamente, mas eu ainda estou esperando pela oportunidade através da qual  possa sair da concha do rock.

Em uma entrevista falou sobre Björk e expressou admiração por Mozart. O que te fascina neles?

Eu acho que Björk é de outro planeta. Admiro-a porque não tem medo de experimentar, mesmo ao preço de que as pessoas não lhe deem melhor. Não deve ser incluída em qualquer rótulo. Para um álbum foi retratada como uma grande estrela e, no álbum seguinte, a identificam como uma plena artista underground. Então quando eu volto aos paralelos da música clássica – assim que penso sobre nisso – Mozart é o mais provável de ser o protagonista. Basta imaginar suas músicas tocadas em guitarras – o que estaria cheio de thrash metal. (Risos)

Pelas tuas palavras, foi muito influenciada por Michael Jackson. Em que especificamente?

Primeiro foi a minha grande inspiração como cantor. Em muitos aspectos, mas também afetou como artista visual. Seus vídeos são caracterizados pela produção em massa, fazendo deles um trabalho monumental. O Evanescence tenta algo semelhante – uma grande base de produções.

Os fãs nos shows muitas vezes você tentam tocar ou abraçá-la. Como você lida com isso?

Levei alguns anos até me acostumar com isso. Claro que eu tenho para prestar atenção nisso, especialmente em certos casos em que alguns deles tentam demais e querem pegar um pedaço da minha roupa. Lembro-me de nosso primeiro show, quando eu estava fora dessa rotina. Foi muito assustador e eu não consegui me acostumar com isso, todo mundo querendo falar e tirar fotos.

Eu não quero que ninguém pense errado e, portanto, eu tenho que dizer que temos grandes fãs. Mesmo antes do show de hoje (relatório), cerca de vinte pessoas nos esperavam em uma sala e queriam tirar fotos com a gente. Nós decidimos que faríamos a passagem de som com eles por alguns minutos. Em última análise, nós somos os únicos que devem ser gratos – porque afinal de contas, se as pessoas não nos ouvissem e não comprassem nossos álbuns, não estaríamos onde estamos agora.

Você apoia a campanha “Out Of The Shadow”, que visa lutar contra a epilepsia. Qual é exatamente a sua contribuição?

É principalmente sobre a luta contra a ignorância humana. Seu amigo, colega ou chefe no trabalho também podem ter epilepsia – você não deve fechar os olhos para isso. Na educação, é importante entender os que sofrem desta doença. Eles pensam que não é nada, por isso, se envergonham ou se escondem dos olhos dos outros. Quando uma pessoa é diferente, sente-se sozinha – o que também é o meu caso. Eu sempre lutei com o fato de ser diferente dos outros.

Créditos: Ev Rock BR !

Atualizações de Amy no twitter !

A Amy Lee apareceu no twitter fazendo várias atualizações comentando sobre uma promessa que ela fez e também de uma foto que ela postou e em seguida faz agradecimentos. Veja abaixo:

Amy: Pronta para o rock com os nossos amigos em São Petersburgo esta noite! pic.twitter.com/nfZNQpTo

Amy: @carolfs_bc Eu fiz uma promessa de viver com poucas malas por 2 meses. E eu amo minhas botas !!! ;)

Amy: @EvanKoto Ele fez esse colar lindo! Obrigada! Espero que você esteja ok, esse show foi insano, eu tenho os hematomas para provar isso!


Rolling Stone – Amy: “Sempre haverá pessoas que pensam que nós só temos “Bring Me to Life” e “My Immortal” !

O site Rolling Stone fez uma entrevista exclusiva com a Amy Lee. Leiam abaixo:

Amy admite não pensar em próximo disco imediatamente, porém, garante que não levará mais cinco anos; e que álbum solo é muito provável. Para ela, algumas pessoas pensam que Evanescence resume apenas à “Bring Me to Life”, “My Immortal” – o que a deixa com raiva.

É difícil de acreditar que Amy Lee, fundadora do Evanescence, ainda fique nervosa antes do show. Mas abrir para lendas do rock acontece isso: “Nós estamos em Lisboa para tocar no Rock in Rio”, disse Lee, por telefone. “Vai ser uma grande noite, vamos abrir para o Metallica. Só um pouquinho de pressão”. Isso, e novos públicos – algo que o Evanescence vai experienciar esse mês quando tocarem em Dubai e Beirute. “Estou nervosa para tocar nesses dois países e estou animada, porque eu sei que as pessoas vão nos ver tocar pela primeira vez. E eu quero que nós façamos o nosso melhor.”

Tem sido muito tempo entre os álbuns do Evanescence. Por que?
Sempre acreditei em qualidade e não em quantidade. Eu apenas senti que não valia a pena lançar algo que não estava bom. Algumas pessoas podem escrever cinco músicas por dia, mas eu não sou assim. Eu vou gastar semanas trabalhando nas letras de uma música. Quando eu fico criativa, isso significa que é hora de lançar um álbum. Não, “Ok, nós fizemos tudo bem e as pessoas ainda sabem quem somos. Vamos lançar outro álbum”. Eu só estava pensando sobre isso recentemente, porque o Garbage voltou. E eu estava pensando, “Tem sido sete anos desde o último álbum deles, não posso acreditar que as pessoas não estejam se interessando em mim.”Isso também significou que seus álbuns soam mais diferentes.

Acho que meus gostos estão mudando. Ainda sou a mesma pessoa; Eu tenho o mesmo coração. Eu ainda sou a mesma pessoa que foi influenciada por Nine Inch Nails, Björk, Portishead e Nirvana quando eu era jovem. Mas não é que eu esteja escutando essas bandas o tempo todo. Além disso, quando fizemos o Fallen, eu estava tentando descobrir quem eu era – eu era uma adolescente. Quando eu escutava o nosso som, eu via muita insegurança em mim. Eu tinha medo de fazer coisas que poderiam ser percebidas como não ‘heavy’, ou ‘rock & roll.’ Quando fiquei mais confiante, e mais velha, eu comecei a fazer mais o eu queria. O que eu gostava. Eu acho que isso nos levou, musicalmente, em uma direção mais pesada, espantosamente.Haverá outra longa espera para o próximo álbum?

Não tenho nenhum plano. Eu não sei o que dizer, com exceção que eu tenho que esperar novamente, mas não quero prever esperar mais cinco anos. Entres os dois primeiros álbuns, nós saímos de uma turnê mundial para escrever, gravar e tal. Então, eu precisava de umas férias, e precisava me conhecer fora da banda. Eu não sinto mais essa necessidade louca. Então não, não acho que vai demorar. Mas vou ficar com a mente aberta. Teremos que esperar e ver.Você já contornou o rumor de um álbum solo?

Acho que isso é totalmente possível. É possível. Quando estávamos escrevendo na última vez, eu estava escrevendo músicas que não se encaixavam no Evanescence. E eu nunca senti isso antes. Há músicas no álbum, como “Swimming Home”, que se encaixaram. Eu pensava, “Não sei se é uma música do Evanescence ou não. Talvez seja só uma solo.” Então eu sei que há música em mim que soa de outro jeito, eu acho. Eu não tenho um plano ou tempo específico, mas acho que isso [o álbum solo] vai acontecer em algum momento.Você se preocupa que as pessoas tentam separar você da banda?

Espero que não. Às vezes sinto que não importa o quão boas as nossas músicas novas são, sempre haverá pessoas que pensam que nós só temos “Bring Me to Life”, “My Immortal”, e  nem se importam em ver as novas músicas. Eu odeio isso. Eu sinto que crescemos, como banda, até à plena maturidade depois desse momento. Estou sempre tentando nos colocar em novos lugares, sair em turnê com bandas diferentes, tocar em festivais diferentes onde as pessoas não necessariamente podem nos ouvir por escolha – mas eles podem ouvir e pensar, “Nossa! Esse é o Evanescence agora? Eu gostei, vou ver as músicas novas deles.”Você sente pressão ao tocar as músicas velhas na turnê?

Eu tenho confiança nelas. Eu vim a perceber que elas são como pepitas de ouro que mantêm as pessoas que não são fãs ficarem interessadas. Quando você está em um show e você escuta uma músicas que você conhece, você vai entrar na vibe porque é ao vivo, e é divertido. Nós podemos tocar um monte de músicas novas, mas adicionamos “Bring Me to Life” para manter todo mundo interessado, para que eles não percam o foco [risos]. Ela é também uma ótima música para terminar o show.
Créditos: Ev Rock BR e Amy Lee BR !

Amy no twitter postando foto da platéia em Beirute em seguida posta foto de Will !

A Amy apareceu no twitter agradecendo pelo show feito em Beirute em seguida ela posta foto da platéia e também do Will. Veja abaixo:

Amy: Obrigada obrigada Beirute. Hoje foi cheio de paixão, vocês foram incríveis! LÍ-BA-NO!  LÍ-BA-NO! ;) ;) http://t.co/Er2sUz3c

 

Amy: Confira essa foto incrível do Will espirrando água. Como um dragão ! pic.twitter.com/b3wf0gYS


Amy no twitter falando sobre problemas no twitter, Dubai e um vídeo que lhe inspirou !

A Amy Lee apareceu no twitter fazendo várias atualizações comentando sobre os problemas que ela teve no twitter, shows em Dubai e um video que ela posta em seguida. Veja os tweets abaixo:

Amy: Caro @twitter: Eu realmente gostaria de mudar minha imagem de fundo. Não sou eu, é você! Por favor, apresse-se e corrija o erro! OBRIGADA

Amy: Obrigada @twitter ;)

Amy: Hoje vamos tocar no Dubai World Trade Center. Possivelmente, com um pouco de pirotecnia??? TALVEZ…! XD Estou bem animada.

Amy: @MotionVDevice Absolutamente lindo. Trouxe uma lágrima ao meu olho! Assistam se vocês estão prontos para se inspirar: youtube.com/watch?v=Z2m4q4…

Twitter oficial do Evanescence posta foto da Amy e Rival Sons !

O twitter oficial do Evanescence divulgou uma foto da Amy junto com a banda Rival Sons. Veja abaixo:

Evanescence: Amy com os caras de @rivalsons na Alemanha. Quem viu Ev e Sons no palco juntos? Diga-nos o que o show mostrou! pic.twitter.com/F4wAiewK


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.061 outros seguidores